Mercedes-Benz CLA 2020 é revelado oficialmente em Las Vegas

A CES 2019, tradicional feira de tecnologia em eletrônicos realizada sempre na capital do jogo, Las Vegas, começa a se converter em um importante salão automotivo. A preparação para a mudança já começou com a presença de várias novidades do setor, pois o NAIAS em Detroit, está de malas prontas para o verão de Michigan, a partir de 2020.

Assim, a Daimler aproveitou a mudança de endereço em janeiro para lançar a nova geração do Mercedes-Benz CLA 2020. Já visto em fotos que vazaram ontem, o cupê quatro portas segue sua proposta de ser um irmão menor e bem mais em conta do caríssimo CLS. Pouco maior que o anterior, o modelo usa a plataforma MFA2 com entre-eixos ampliado, assim como comprimento e largura. Apenas a altura é 2 mm mais baixa.

No visual, o aspecto ficou mais esportivo, tendo novos faróis com luzes diurnas em LED diferenciadas, grade ampliada e para-choque redesenhado, assim como na traseira, onde as lanternas em LED ficaram mais afiladas, especialmente sobre a tampa do porta-malas. O protetor traseiro com vincos nas laterais e saídas de escape envolvidas por um desenho atraente, chamam atenção.

Por dentro, o ambiente reforça a proposta de luxo do Mercedes-Benz CLA 2020, com difusores de ar em forma de turbina, cluster e multimídia MBUX com duas telas integradas e configuráveis de 10,25 polegadas, totalizando 20,5 polegadas, bancos em microfibra com apoios de cabeça integrados, console redesenhado, teto solar panorâmico e volantes de aspecto esportivo.

Na parte mecânica, além do motor 2.0 Turbo de 221 cavalos e 35,7 kgfm da versão CLA 250 – que aqui deverá ser flex – o Mercedes-Benz CLA 2020 vem com câmbio 7G-DCT de sete marchas, tração dianteira ou integral, assim como suspensão traseira multilink agora apoiada em um subchassi. O coeficiente aerodinâmico caiu de 0,23 para 0,22 e sistemas ativos de auxílio ao condutor são de série. O cupê estiloso deve chegar ao Brasil ainda em 2019.


Sedã mais potente do mundo, Dodge Charger traz novos recursos

Assim como o Challenger, o Dodge Charger acaba de chegar à linha 2019 com boas novidades. O modelo passa a oferecer novos recursos na versão topo de linha SRT Hellcat, que faz dele o sedã produzido em série mais rápido e potente do mundo, além da configuração R/T com novos equipamentos, novos detalhes visuais e a opção do pacote Scat. A lista inclui também as variantes SXT AWD, SXT e GT.

O novo Dodge Charger SRT Hellcat 2019 segue com o motor 6.2 V8 HEMI supercharger, que consegue desenvolver 716 cavalos de potência e 89,9 kgfm de torque, com câmbio automático TorqueFlite de oito marchas. Entre as novidades, o modelo traz uma nova grade de desempenho com entradas duplas que otimizam o fluxo de ar no compartimento do motor.

Há ainda o Launch Assist, que utiliza sensores de velocidade nas rodas para analisa o comportamento do carro em largadas e, em questão de milissegundos, modifica a entrega de torque para recuperar a aderência; o Line Lock, que aciona os freios dianteiros para manter o carro parado, mas deixa as rodas traseiras livres para aquecer e limpar os pneus traseiros; o After-Run Chiler, que mantém o resfriamento do compressor de ar após o motor ser desligado; e o Torque Reserve, que otimiza a reserva de torque para acelerações.

Ainda entre as novidades, o modelo topo de linha passa a entregar um novo emblema no painel de instrumentos, teto com opção de pintura em preto, rodas forjadas de 20 polegadas e um pacote interno em Alcantara.

O Charger R/T Scat Pack, que usa um 392 HEMI V8 de 492 cv e 65,7 kgfm, agora traz o Launch Assist e o Line Lock de série, além do Launch Control com um novo botão de acesso rápido no painel. O Charger R/T convencional, com o 5.7 V8 HEMI de 578 cv e 54,6 kgfm, traz um novos capô, soleiras, spoilers e bancos.

Já o Charger SXT AWD, com o 3.6 V6 Pentastar de 304 cv e 36,5 kgfm, traz opção de interior em Nappa caramelo, bancos esportivos Houndstooth e rodas pretas aro 19, além do pacote Cold Weather com volante e bancos dianteiros aquecidos. No Charger SXT convencional, com 296 cv e 35,9 kgfm, há os mesmos itens do modelo com tração integral.

Por fim, o Charger GT, que usa um V6 de 304 cv e 36,5 kgfm, há novos recursos como capô, soleiras, spoilers e bancos diferenciados, além de nova suspensão esportiva, relação de eixo traseiro 3.07, direção aprimorada com paddle shifts no volante, central multimídia de 8,4 polegadas, painel de instrumentos Dark Dub Plate e rodas aro 20.